Randon: mercado nacional deverá crescer com moderação neste ano!

Randon: números do 12º. Encontro de Marketing

Tamires Kopp © 2011

O sólido grupo gaúcho Randon faturou cerca de R$ 6,6 bilhões em 2013 (23,7% a mais do que em 2012). Já a receita líquida consolidada das empresas atingiram R$ 4,2 bilhões (aumento de 21,5%). Para David Randon, presidente, os números se devem pelos apontamentos verificados na safra agrícola que culminou no movimento das encomendas e na expansão das comercializações de seus produtos, puxados também pelas vendas nacionais de caminhões, semirreboques e autopeças. “Estamos preocupados apenas com alguns importantes indicadores nacionais, que não estão sob controle das nossas empresas como a alta de juros, da inflação, volatilidade de câmbio e custos tributários” – enfatizou o executivo David.

randon_bitrem_basculante_linha_r_2014 randon_semirreb_carrega_tudo_multiuso randon_semirreboq_tq_clilindrico_multisetas_2013

O lucro líquido das empresas Randon somaram R$ 235,1 milhões, (avanço de 452,3% ante o ano anterior), que havia registrado queda. O lucro ainda não superou o do ano de 2011, que foi de R$ 269,1 milhões. Os principais executivos do grupo apontaram que a oferta de crédito para investimento foi decisivo na escalada comercial no ano passado, no que superou a meta traçada no exercício de 2012. Ainda em 2013, as exportações de produtos fabricados pelo conglomerado da Randon (com sede em Caxias do Sul, RS) recuaram, mantendo apenas um ligeiro crescimento no Mercosul que foi evidenciado pelas boas compras do latino país chileno. Já as vendas para EUA e para a América Central caíram.

  randon-retroesc-rd-406-advanced randon-semirreboque-plataforma 3E

Para este ano as expectativas apontam para uma receita bruta de R$ 6,3 bilhões e receita líquida consolidada de R$ 4,4 bilhões. As exportações devem atingir cerca de US$ 260 milhões e receita para o exterior deverá ser de US$ 90 milhões (com importações de US$ 110 milhões). O investimento por diretriz da companhia está previsto em R$ 150 milhões. A Randon espera que o “bom de 2013” se mantenha em 2014. O executivo presidente da Randon enfatizou também que as expectativas devem recair no fluxo de crédito neste ano e em 2015. Ainda segundo a diretoria da Randon é que se mantenham a disponibilidade e novas regras econômicas (como no programa Finame do BNDES), que sustentam a maior irrigação de recursos, gera ansiedade. A sensatez na manutenção das linhas de crédito também deve merecer atenção por parte dos governantes brasileiros. A Randon tem em andamento investimento em nova unidade no interior de SP (Araraquara) para fabricar seus vagões ferroviários (com plano de construção até 2015). Por Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP – Fotos: Randon/Imprensa/Froes & Berlatto/Meccanica da Comunicação/SP

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s