A Feira EXPOBOR e PNEUSHOW-RECAUFAIR de 2014

EXPOBOR PNEUSHOW-RECAUFAIR: uma feira com muitos resultados!

 Products_5 pneushow2

O setor de borracha registrou em 2013 um aumento de 4% e faturamento de US$ 2,82 bilhões, se destacando com um dos mais diferentes setores, no que ressalta a indústria de artefatos cujo desempenho esteve vinculado ao das demais (como na atividade industrial brasileira que praticamente ficou estagnada no ano passado). As indústrias da borracha e de pneus (novos e reformados) apresentaram assim bom desempenho em 2013 e esperam obter resultados ainda melhores para este ano de 2014. Dados da ABIARB – Associação Brasileira da Indústria de Artefatos de Borracha apresentados na Expobor e Pneushow-Recaufair estimam um crescimento nominal de 9%. Em 2013, o Brasil reformou mais de 16 milhões de pneus, entre recapagens para automóveis e para transportes de carga e passageiros.

pneushow4 pneushow5

Só este último – o de transporte comercial consumiu 9 milhões de unidades, uma economia de R$ 7 bilhões para as empresas do setor, segundo a ABR Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus. No país atualmente são 1257 empresas que atuam no segmento de reforma de pneus, responsáveis pela geração de mais de 40 mil postos de trabalho diretos. Mais de 90% das bandas pré-moldadas e camelback, bem como a maioria dos insumos, são fabricados aqui no Brasil.Ainda de acordo com a ANIP – Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, em 2013 foram 68,8 milhões de pneus produzidos de todos os tipos, com crescimento de 9,77% sobre a produção de 2012. Adicionalmente à produção local, os fabricantes trouxeram de suas unidades do exterior outros 5,88 milhões de pneus para complementar suas linhas de produção com modelos que, pela sua demanda, não justificam a fabricação local.O setor iniciou há cerca de 80 anos a produção brasileira, e hoje reúne 11 fabricantes, com mais de 100 mil colaboradores diretos e indiretos nas diferentes áreas. O mercado de reposição é composto por uma ampla rede de distribuição, com mais de 4.500 pontos de venda.

pneushow6

Pela EXPOBOR estiveram presentes as seguintes empresas:Amazonas(fabricante do Amazonas Biô – composto de borracha biodegradável vulcanizável que se decompõe na natureza 50 vezes mais rápido que um composto convencional), a Auriquímica (que apresentou seus aceleradores livres de nitrosaminas e plastificantes livres de ftalatos, bem como plastificantes para baixíssimas temperaturas) e a Innext, Columbia-Birla Carbon, Rhodia (empresas essas que desenvolvem matérias primas para a indústria de pneus).E ainda participaram da exposição: a Lord (com a linha de adesivos ambientalmente amigáveis Chemlok, de base aquosa e sem solventes) e a Veiga Máquinas (que lançou com exclusividade um processo inovador para o reaproveitamento de resíduos de borracha, que consiste em incorporar as aparas e rebarbas de borracha com resíduos termoplásticos, e transformar a mistura em matéria-prima reciclada).

firestone_fs400_2_1

Com o tema atualizado da modernidade e da sustentabilidade, as empresas dos dois segmentos apresentaram como novidades as reduções e os reaproveitamentos dos resíduos sólidos e da busca incessante para a economia de combustível para o transporte, colocando na ponta as indústrias de borracha e pneus (novos e bandas de rodagem para reforma) no desenvolvimento de novos produtos. Na PNEUSHOW as empresas do setor que tiveram destaques foram: Borrachas Vipal (lançou a banda de rodagem VL130 ECO), a Bridgestone (lançamento de novos pneus e bandas de rodagem, destaque para a banda de rodagem BTL-SA2, específica para os pneus radiais), a NSA Pneutec (apresentou a nova banda de rodagem ECO, que favorece a economia de até 10% de combustível) e a Pirelli (lançamento da “01 Series”, voltada para veículos pesados que trafegam em percursos mistos de asfalto e terra, visa à redução de temperatura durante a rodagem, o que proporciona diminuição da resistência ao rolamento e economia no consumo de combustível).A atividade de reforma de pneus é totalmente sustentável. Além de proporcionar uma economia de petróleo reduz também na produção de pneus novos (sem as reformas jogadas na natureza são 1630 milhões de toneladas métricas cúbicas de CO2, segunda a entidade). Os resíduos sólidos da reforma são reciclados em pela indústria da borracha. A EXPOBOR 2014 reuniu 120 expositores, sendo que destes, 47 são das nacionalidades como Alemanha, China, Colômbia, Espanha, EUA, Polônia e Taiwan. Já na PNEUSHOW-RECAUFAIR foram 80 expositores (44 internacionais: Bélgica, Bolívia, Canadá, China, Espanha, EUA, Índia, Itália, México, Paraguai, Taiwan e Ucrânia. Por Elias Marques, editor MTb 49162SP, de SP – Fotos: Divulgação.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s