Caminhões da Ford são ideais para trabalharem em serviços urbanos com o “Cargo 1723 Kolector” e o “1119”.

Cargo_1723_Kolector_1

A Ford Caminhões apresentou os dois veículos [Cargo 1723 Kolector e o Cargo 1119] em um evento na fábrica em São Bernardo do Campo, SP. O encontro reuniu os principais implementadores e frotistas do segmento de coleta de resíduos. Os dois modelos tiveram excelente receptividade. Para Walter Cunha, da HBZ Sistemas de Suspensão, destacou outras vantagens. “Ele está mais fácil de implementar, mais robusto e reduz em 15% o custo e em 50% o tempo de instalação do terceiro eixo” – finalizou Cunha. “O caminhão para coleta de resíduos tem de ser específico. O Ford Cargo em geral é fácil de implementar e esse modelo vem praticamente pronto” – destacou o diretor técnico da Facchini, Dilson Lima, uma das maiores fabricantes de implementos rodoviários do Brasil. “Esse caminhão é fantástico e o melhor de tudo é o resultado para o cliente” – acrescentou o executivo de Vendas da Planalto Indústria Mecânica, Thiago Sampaio, cuja implementadora produz cerca de 1 mil compactadores/ano. “Ele já chega preparado, com feixe de molas curto e reforçado para melhor distribuição de carga na traseira, onde fica todo o peso. A tomada de força traseira também é importante para redução do custo de manutenção” – enfatizou Sampaio. Também estiveram presentes na fábrica da Ford Caminhões os representantes de empresas experientes no ramo, onde também foi colocada a opinião sobre os novos modelos Cargo [tanto o “1723 Kolector” como o “1119”].

FORD BRASILCAMINH’ESFENATRAN 2013

“A nossa expectativa com a chegada do Ford Kolector é boa” – afirmou o responsável pela Ecourbis, Cledson Valmir da Silva. “Hoje não existe no mercado um caminhão tão robusto como o Cargo 1119, por isso vamos testá-lo” – encerrou Silva. “O diferencial do Cargo 1119 é a capacidade de carga e potência. E o Cargo 1723 vem praticamente pronto para implementar, com bom trem de força e relação do diferencial para a operação” – falou o gerente de Suprimentos da empresa Corpus, Charles Alves Fioravante. “Vamos usar tanto o Cargo 1723 como o 1119 para áreas de difícil acesso. Principalmente em locais como São Paulo, onde os aterros são distantes e há o trânsito, é preciso otimizar a carga” – explicou o superintendente de Equipamentos da Estre Ambiental, Luiz Antonio Carvalho. Já o superintendente nacional de Operações da Marquise Ambiental, Paulo Studart Neto, o novo Cargo Kolector atende a várias demandas do segmento. “Ele já vem com alterações que antes fazíamos dentro de casa, agora vem pronto”. E ainda: “O contato com a fábrica é importante para o acerto de detalhes que podem melhorar o desempenho do veículo na nossa atividade, que é muito severa” – completou o gerente nacional de Manutenção da Marquise, Arnaldo de Mello Pinho. [Elias Marques, editor MTb 49162SP, de São Bernardo do Campo, SP – Fotos: Ford Caminhões/Imprensa]

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s