Os resultados da Randon: “2015 será um ano de ajustes na produção”.

David Randon - presidente

O exercício de 2014 foi desafiador aos negócios da Randon S.A. Implementos e Participações. As condições complexas da economia doméstica prejudicaram o nível de volume e faturamento que recuaram no período. “Foi um ano para testar os planos contingenciais” – descreveu o presidente David Abramo Randon. “Conseguimos bons resultados, mas é preciso reconhecer que a tempestade não encerrou neste ciclo e 2015 nos desafia a enfrentá-lo com as armas da excelência, utilizando a gestão séria e comprometida com a administração de custos, correta alocação dos ativos e com a busca do crescimento sustentável” – enfatizou o executivo Randon.

randon_semirreboq_tq_clilindrico_multisetas_2013

Em 2014, a Randon registrou uma receita bruta total, antes da consolidação, de R$ 5,5 bilhões, queda de 17,6% em relação a 2013. A receita líquida consolidada foi de R$ 3,8 bilhões, 11,2% menor que 2013, alcançando um EBITDA de R$ 490,5 milhões, 13,0% menor se comparado com 2013 e um lucro líquido consolidado de R$ 202,0 milhões, com margem líquida de 5,3% contra R$ 235,1 milhões em 2013. Embora a variação do dólar perante o Real tenha criado condições favoráveis ao mercado de exportação brasileiro em 2014, recessos nas economias dos principais mercados atuantes da companhia na América do Sul barraram o crescimento esperado para o período em diversas frentes, levando a uma queda de 20,7% nas vendas externas em 2014 sobre 2013, totalizando US$ 191,6 milhões, o que representa 11,9% da receita líquida consolidada nos doze meses do último ano.

randon-semirreboque-plataforma 3E

“Eficiência na produção e na administração de recursos será de extrema importância, e para isso precisamos estar permanentemente atentos” – apontou o presidente. Já para o diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Geraldo Santa Catharina, os resultados foram diretamente impactados, ainda, pelas definições tardias quanto às novas regras de financiamento PSI/Finame no primeiro e último trimestre de 2014. Por outro lado, a safra agrícola permanece como fator relevante para as vendas de caminhões e implementos rodoviários. “O otimismo no campo é um fato altamente positivo para as Empresas Randon, que fornecem equipamentos e autopeças para todas as montadoras”, observa Santa Catharina, acrescentando que o destaque fica por conta da área ferroviária que apresentou melhor performance em 2014 com vendas de 1.356 unidades no ano, sinalizando expectativas favoráveis para o próximo exercício. Em 2014, foram contabilizados R$ 124,3 milhões em investimentos (R$ 287,6 milhões em 2014), direcionados, entre outros, para a nova planta de produção de veículos rebocados e vagões ferroviários em Araraquara (cidade do interior de SP), que deverá iniciar operação em 2016. Em veículos rebocados a Randon reduziu em 34,8% o volume físico comercializado em 2014 (quando comparados com 2013, o exercício de 2014 encerrou com participação no mercado doméstico de 26,9%, representada por 15.194 unidades), ou seja, 1,9% inferior, quando comparada ao período de 2013 em 28,8% (que atingiu 20.177 unidades).

randon-retroesc-rd-406-advanced

As linhas ligadas à agricultura e com grande representatividade no volume de vendas, como basculantes e graneleiros, perderam força durante o ano de 2014, muito por conta das mudanças nas regras de financiamento PSI/Finame e por melhor eficiência no descarregamento de grãos por parte dos portos. A linha de produtos de veículos especiais sofreu com os baixos investimentos dedicados à infraestrutura e as quedas percebidas na construção pesada. Além disto, o ano eleitoral também impactou a demanda neste setor. O acúmulo de estoques durante todo o período motivou a indústria a ajustar a produção através de férias coletivas e paradas programadas, promovendo assim grandes reduções na necessidade de autopeças, diferentemente das linhas dedicadas à exportação e na reposição que foram beneficiadas com expansão positiva em seus números.

randon_semirreb_carrega_tudo_multiuso

A Randon Consórcios e o Banco Randon – respondeu por 3,4% da receita líquida consolidada, no exercício de 2014. Esses negócios constituem-se complementos à atividade fim (acesso a crédito e financiamento de produtos para clientes das demais Empresas Randon) e um importante meio de sustentação de vendas. [Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP – Fotos: Randon/Imprensa/Froes Berlato/Meccanica da Comunicação]

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s